O sorumbático

(Víctor Lemes)


Quando olho pr'os lados
Não vejo o que anseio,
Quero não tentar ouvir
Os causos que lhe faz rir.

Não entendo o que vejo,
Ou não quero entender.
Com os meus olhos, procuro
O motivo de eu tanto querer.

Para mim é difícil crer
Que o fútil sempre vence,
Nestes dias de vazio.

O calor que me invade o corpo,
Que tanto me aquece e cansa,
É a mesma solidão que me parte.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário