Sem título 9

(Víctor Lemes)

O não lhe dirigir palavra por medo de receber de teus lábios o 'não',
Faz-me ter de novo inspiração para transcrever meus pensamentos em não lhe 'ter'.
E quanto mais eu afogo estes sentimentos na tristeza vazia do coração,
Mais tenho vontade de escrevê-la o que sinto, sem saber se lerá, ou se escrevo em vão.

Já lhe disse uma vez, não hei de repetir o súplico desejo de amor,
Faz tempo desde que aquela semente foi plantada, pois hoje sinto já
Os brotos que teimam em sair, no solo fértil do meu corpo,
Da minha vontade em ver-te com os mesmos olhos, mas diferente.

Ao mesmo tempo que lhe desejo, não me vejo
Como alguém que mereça tanto, ou então
Que não compense o possível resultado do entrelace,
Por não poder comprar aquele colar, que no sonho, lhe dei.

Eu só quero ser alguém
Que não tenha que correr atrás daquilo que falta,
Quero ter valor o bastante
Pra ser perseguido por aqueles que faltam.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário