Canção

(Víctor Lemes)

A fome da falta do doce,
Que à felicidade traz.
Há de preencher o inexistente
Com o desejo inerte e ausente.

O que é o beijo se não
A mostra do amor em público,
Seja ele dado, seja roubado;
Seja na mão, no braço, no lábio.

Hoje eu sonhei que cantava,
Sem voz, sem violão;
Havia me esquecido na letra
E esquecido da tua voz, Solidão.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

1 comentários:

  1. Leve e belo. .-.
    Tuas palavras se misturaram com a chuva que cai por aqui. xD

    ResponderExcluir