Poema de amor com amor

(Víctor Lemes)


Ah! Como é bela
Essa donzela,
Que se aproxima doce
E a vela do amor acende.

Ah! Como é dengosa
E meiga,
Dou-lhe um forte abraço
E rejuvenesce nosso laço.

Quando me deito, junto a ti,
No chão,
Olha pra mim e sorri,
Entrega-me teu coração.

Quando chego tarde ou cedo,
Vem feito bala, vem correndo.
Vem saber como está la fora,
Como está o tempo; vem me amar.

Tão grande é minha alegria,
Ao te ver também alegre, Sofia.
Saber que tenho uma pedra filosofal,
Minha cachorrinha dourada, no quintal.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário