Grafia


(Víctor Lemes)

Meu mundo é feito de pedras e palavras.
Algumas rosadas,
Outras brancas demais.

Os habitantes do meu mundo
São todas vírgulas,
Pois assim são muitas, e são livres.

As casas delas são grandes e belíssimas,
Tem várias janelas e portas.
Podem ver o mundo lá fora, e a ele se abrem.

Os animais selvagens da minha terra
São como as aspas,
Não dependem das linhas pra viverem.

Os outros, aqueles domésticos,
São como acentos circunflexos,
Dependem de nós pra viverem.

As nuvens de chuva do meu planeta
Choram de três em três lágrimas
Como minhas reticências.

E, finalmente, o amor na minha terra
É como o ponto-e-vírgula,
Separa os pontos-finais, une as vírgulas.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

1 comentários: