Dialética


(Vinícius de Moraes)

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz
Mas acontece que eu sou triste...

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

4 comentários:

  1. Teu texto é lindo, mas por que tu é triste?

    ResponderExcluir
  2. Ah, Carol... esse texto é de Vinicius de Moraes. ^^'

    Mas uma parte de mim ainda é triste por um passado que me é difícil perdoar...

    ResponderExcluir
  3. oapskopas, juro que agora que eu li o Vinícius de Moraes ali no canto. u.u'

    Mesmo assim, minha pergunta foi válida. x)

    aaah que pena, não sei o que é, perdoar é muito difícil mesmo, mas as vezes é menos doloroso. ^^

    ResponderExcluir
  4. Acontece. xD

    Naquela vez no msn, lhe pedi que não falássenmos das coisas tristes, é sobre aquilo... mas estou trabalhando no meu perdão. ^^

    ResponderExcluir