Soneto da Chuva

(Víctor Lemes)

O som da chuva.
Eis o único som
Que me serve feito luva,
Que faz do mundo um lugar bom.

O tremor dos trovões.
Propagam as dores
De longínquos amores,
De partidos corações.

Quanta leveza
Carrega estas lágrimas,
Que se derramam ao chão.

Levam a tristeza
Para outros planetas,
Para longe do meu coração.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

1 comentários:

  1. Divino este soneto Victor,assim como os teus últimos poemas. Parabéns :D

    ResponderExcluir