Soneto da Lua

(Víctor Lemes)

Pedi a Lua que te enviasse meus beijos,
Mas ela disse que perdeu teu endereço.
Lua teimosa, quanto te custas,
Sua preguiçosa! Achas que me engana?

Levantei-me nervoso, enraivecido.
Se pudesse voaria até o infinito,
Lhe daria umas boas palmadas
Para parar de ser tão mimada!

Agora se esconde
Por detrás de nuvens,
Tens medo do que te aguardas?

Mostra-me tua face,
Oh Lua, que encanta jovens,
Por que não queres quem te amas?

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

2 comentários:

  1. A concorrêncianovembro 23, 2010

    Esse poeminha me lembra Quintana...

    ResponderExcluir
  2. "O poeta da coisas autênticas e simples - as belas"

    ResponderExcluir