Uma folha navegante

(Víctor Lemes)

Sou uma folha navegante.
Talvez seja uma folha pirata,
Um folha sem graça.
Já fui folha seca,
Mas graças à Primavera,
Já sou folha nova.
Estou à procura
De não-sei-o-quê.
Viajo nos ventos
Por todos os lados.
Sou uma folha nova,
Um dia serei velha.
Mas, quanto mais velha,
Mais seca é a folha.
E quanto mais seca,
Mais leve ela se torna.
Mais leve, mais apta
Ao vento ser levada.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário