Coração e razão

(Víctor Lemes)

Não quero, pois, ser um fardo;
Cheguei num nível de Amor
Dentro de mim, onde é possível apenas
Ouvir o Coração;
A razão já não tem maiúscula.
Se me perguntassem, hoje,
"Se você morresse hoje,
Sentiria falta de algo?"
Sei que ainda não chegou minha
Hora de sair daqui,
Tenho muito a oferecer ao mundo ainda,
Mas se assim fosse,
Eu provavelmente não sentiria falta;
Deu tempo de falar o que devia ter falado,
Deu tempo de consertar alguns erros,
E acertar algumas falhas;
Deu tempo de Amar.

Ouça o Coração, bela jovem.
Ouça, que eu ouço o meu.
E se assim continuarmos bem,
Que assim seja, o nosso mundo Teu.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário