Do medo

(Víctor Lemes)

E do fundo dos oceanos
Ecoou a voz das profundezas
Da alma.

E o som propagou-se por todo
O espaço, sendo rebatido a todo
Instante pelos que habitam o cerco

Do medo.

Em meio a tanto sofrimento,
A tanta agonia, por um segundo
Abri-me por inteiro.

Naquele momento, o que foi
Constantemente evitado,
Foi ouvido por meus sentidos,
E sentido permaneci.

Ama-me - dizia a voz -,
Entrega-te a mim. Afoga-te nas minhas
Águas. Afoga-te no Amor que há no teu Eu.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário