O primeiro foi Pedro


(Víctor Lemes)

Ao abir a porta
me deparei com um ser
conhecido meu.

Me estendeu o braço
A fim de mostrar-me algo
E entregou-me.

Era um bloco de notas,
As quais, dizia ele,
Eram seus sonhos.

Com um sorriso no rosto,
Meio entristecido mas feliz,
Disse-me que era hora.

E eu então, antes de ir embora,
Agarrei-lhe pelas mãos,
E abracei-lhe forte.

Chorei em seus ombros,
Assim como momentaneamente
Perdemos alguém que nos ama muito.

Nossos corpos se separaram,
E caíra o amor que estava ali no meio,
Aquecido entre nossos corpos.

Virou-se feito catavento,
Desfez-se de mim, e seguiu
Seu caminho desaparecendo aos poucos.

Num último instante, numa fração de segundo,
Segurei forte meu coração,
E gritei: "Eu te amo, Vinícius!"

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário