O segundo foi Vinícius


(Víctor Lemes)

Tendo em mãos então
Teus sonhos em notas,
Sentiu os raios de sol
A queimar-lhe os olhos,
E com ambas as mãos
Cobriu seu rosto
Feito aba de boné;
E pôde ver, algo cruzar
Os céus, ocultando
A maior das estrelas
Por segundos...
Desaparecendo se foi,
Rumo ao grande Amarelo;
"Só pode ter sido Clarice,
Com seu voador tapete..."

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

1 comentários: