Soneto àquela de Porto Alegre

(Víctor Lemes)

Encantador, encantador, encantador!
Ela um dia me disse,
Aquela que é jovem como seus livros
De história, e inteligente como meus

Três cérebros (que afirmam que eu tenha).
Impressiona-me até hoje
Seus conhecimentos, e seus pensamentos
Críticos para apenas uma... jovem menina.

Essa é aquela que sem ao menos
Ter dado nela, nesta vida,
Um abraço

Já me traz saudade tamanha
De dedicar-lhe este soneto:
Maiara.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário