Soneto à Clarice L.

(Víctor Lemes)

Talvez o seu brilho nas palavras
Partiu para algum lugar distante,
E esse seu rosto cabisbaixo
Por sobre o desenhado joelho...

Sejam apenas a capa
Que eu sempre li nas suas entrelinhas.
Espero que reencontre seu tapete voador
E se lembre de quem um dia fora:

A Clarice que dediquei muitos versos,
A Clarice que criei em meus sonhos,
A Clarice que sorria.

A poetisa da simplicidade,
A eterna memória de gaveta,
A pequenina.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário