Henrique


(Víctor Lemes)


"O que fazer da vida,
Ou dos passos dados
Para qualquer lado,
Quando sua bússola
Não aponta-lhe mais
O lado do Norte ou
Do Sul?"

"Na verdade, a direção
Nunca fez alguma diferença,
Mesmo que a tendência
Fosse achar o lugar certo,
Este mesmo lugar não
É e nunca foi fixo:
É autônomo."

"O que é o viver senão
O sonhar. E como fazer
Para acordar de um pesadelo
Que um dia começara a sonhar?"

"O que fazer quando se
Descobre que nunca sonhara,
Que nesta vida foste sonhado
Por outro alguém?
O que fazer com a decepção
De não ser capaz de sonhar
Você mesmo, e ser visto
Sempre como personagem
Coadjuvante nos que tem
Vasta imaginação?"

"Quando iremos despertar
De verdade, se não é que a
Suposta realidade seja
Nada mais que outra mente
Maior de um grande Sonhador?"

"Em quais dos sonhos
Serei eu protagonista?"

"Se todos sonham a vida
Que lhes é cabida,
Então é fato poder afirmar
Que eu ou você somo,
em outros sonhos, apenas
Figurinistas."

"Quando se conheceu
Os vírus, passaram
A falar então que tudo que se
Mexe, ou se move, é
Vivo...
Pois então, a Terra, neste sentido,
É um ser-vivo, e por viver assim
Também sonha.
Somos apenas fragmentos
de imaginação do planeta!
Nunca existimos de fato."

"E quando um meteoro
Atingir a Terra, o choque
Servirá de chacoalhão
Para que ela acorde..."

"E quando acordar, para onde
Vamos parar?!"

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário