Cadê

As pessoas vão ver que estão sendo roubadas
Vai haver uma revolução
Ao contrário da de 64
O Brasil é medroso
Vamos pegar o dinheiro roubado da burguesia
Vamos pra rua

- Cazuza




(Víctor Lemes)

Cadê a revolução nas ruas,
Os jovens insatisfeitos com a vida
Correndo, carregando cartazes e placas,
Sedentos por eminente mudança?

Olhos que nascem brilhantes feito diamante,
Opacos ficam com o brilho da tela grande.
Vazios são os olhos daqueles que descansam
Em sofás confortáveis, e pouco nos amam.

E o nosso mundo está o caos que aí está,
Como já nos disse um das grandes mentes,
Com liberdade de expressão dos jovens,
Sem vontade de se expressarem, mentes pobres.

Como entender um mundo sem começo,
Que espera ansiosamente o final?
Como salvar um mundo sem tropeço,
Onde mal conhecem o próprio quintal?




Pense só um pouco
Não há nada de novo
Você vive insatisfeito e não confia em ninguém
E não acredita em nada
E agora é só cansaço e falta de vontade
Mas faça do bom-senso a nova ordem

- Renato Russo

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário