Soneto à metade

(Víctor Lemes)

Naquele olhar castanho
Ela se guarda
E eu aqui de fora
Anseio dela só um abraço.

Ela chega, e sorri
Se encosta no batente
Da porta da amizade
Mas na porta não bate.

E eu fico ali
Esperando a minha vez,
De beijá-la a face.

E eu fico assim
A escrever sonetos a quem
Só pediu metade de mim.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário