Ano Nove

(Víctor Lemes)

Em minha chegada
Parti da nona
Parte da década,
Que ao findar-se
Deu-se a nona
Parte de um século.

Em minha partida
Parto da soma nove
De uma década
Menos um ano
À partir de agora,
E não me vou sozinho.

De meu legado
Deixo estirado
Algumas palavras
Em versos, estampados
No coração daqueles
Que seguem o que digo,
E daqueles que ao me sentirem
Me seguem.

Da saudade
Levo um pedaço
Roubado de cada
Parte do coração
De quem me ama,
Amou, ou me teve
Como resposta
De alguma pergunta
Que nunca fizera.

Do Amor,
O que tenho em mim
Guardado, no nove
Ele será repartido
E retirado, para cada
Pequeno príncipe e princesa
Possa cultivá-lo
Dentro de coberturas
De vidro.


Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário