À Compatriota

(Víctor Lemes)


Eu acho que certas
Coisas só quem têm
São as garotas,
Vejo fotos e mais fotos
E aqueles sorrisos...
Deus! Quão belos são!
Parecem que ainda
Escondem o que encontro,
Só, no coração.

Não deve ser à toa
Que decidiram
Que a felicidade deveria
Ser feminina.

E eu me atraio por pouco,
Não me importo com corpo,
Só me basta aquele sorriso
E eu já sou dela, de quem for.

Sou de uma geração diferente,
Às vezes não me misturo com gente.
Fazer o quê?
Gosto de ficar só com quem
Me vê bem também.

Tenho novas dúvidas na cabeça,
E eu sei que as respostas delas
Estão na cabeça de outras
A quem deu devo um dia
Parar de me esconder.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Víctor Lemes, idealizador e administrador do blog, geminiano nascido em 1989, em São Bernardo do Campo. Formado em Letras (UniAnchieta/Jundiaí - 2009), e pós-graduado em Especialização em Língua Inglesa (UniAnchieta/Jundiaí - 2011), trabalha como coordenador pedagógico e professor de inglês na escola de idiomas CNA, localizado em Louveira, cidade em que mora desde 2002.

0 comentários:

Postar um comentário